segunda-feira, 20 de março de 2017

Pós-Jogo: Sporting 2-0 Nacional


O Sporting entrava em campo obtendo o recorde de um ano com mais de 40 mil adeptos nas bancadas em todos os jogos em casa. Um recorde surpreendente, especialmente, para o momento que a equipa atravessa esta época. Os sportinguistas são, sem dúvida, diferentes.

No relvado, Alan Ruiz substituía Podence e Matheus mantinha a titularidade. Sem se entender muito bem, Paulo Oliveira ficou no banco para o regresso de Rúben Semedo. Não que tenha realizado uma má partida, mas o Paulo Oliveira também seguia numa boa forma.

Bis Dost

Espero destacar Bas Dost desta forma todas as semanas. O avançado holandês marcou mais dois golos e decidiu mais um jogo a favor do Sporting.

Ainda marcou um outro golo que, em Alvalade, foi muito protestado ao ser anulado. Sem razão. O fora de jogo foi bem visível.

Primeira Parte

Não foi uma primeira parte excelente, mas o Sporting vencia e controlava o jogo. O Nacional mostrava-se atrevido no ataque mas com as mesmas lacunas defensivas que já vinha apresentado ao longo da época.
 
O segundo golo de Bas Dost é um exemplo desses problemas defensivos. Dois defesas da formação madeirense, sem saber como retirar a bola da área, acabam por dar oportunidade para um remate (complicado) do goleador do Sporting.

Segunda Parte

Vi-me na necessidade de comentar as duas partes em pontos separados. A verdade é que, embora o controlo do jogo não tenha sido dado ao Nacional, foi um jogo completamente diferente daquele que se estava a assistir.
 
O 2-0 no marcador relaxou a equipa que, por vezes, passeava com a bola pelo campo, sem qualquer intenção de pressionar a defesa adversária. Se estivesse a ver o jogo deitado, provavelmente adormecia... e com razão.
 
Um jogo demasiado pobre para o adversário que tínhamos pela frente. Um espelho daquilo que está a ser a nossa época.

sexta-feira, 17 de março de 2017

Antevisão: Sporting - Nacional

O empate da primeira volta dificilmente representa um possível equilíbrio atual entre as duas equipas. O Sporting encontra-se no 3º lugar da Liga enquanto o Nacional se encontra na 17ª posição, ou seja, abaixo da linha de água.

Adrien e Mauro Cerqueira são as principais baixas de cada formação. Tirando estas excepções, as equipas parecem chegar a Alvalade com todos os seus melhores elementos.

O Sporting passa um momento de 5 jogos sem perder e, no sentido inverso, o Nacional é o penúltimo classificado com uma série de 12 jogos sem vencer. No confronto direto, o Sporting já não perde há 15 jogos.

Escolhas dos Possíveis Onzes Iniciais:

Sporting: Rui Patrício, Schelotto, Paulo Oliveira, Coates, Marvin, William, Bryan, Gelson Martins, Bruno César, Podence e Bas Dost

Nacional: Facchini, Víctor Garcia, César, Rui Correia, Sequeira, Washington, Filipe Gonçalves, Tiago Rodrigues, Salvador Agra, Zequinha e Aristeguieta

Com os regressos de Bruno César e Alan Ruiz, é difícil fazer um prognóstico de quem jogará, mas acredito que, apesar do bom jogo frente ao Tondela, Matheus deverá sair do onze inicial.

Por outro lado, acredito na continuidade de Podence ao lado de Bas Dost, algo que deu grandes resultados na jornada anterior, como sabemos.

Numa aposta pessoal (e se se continuar a tendência), aposto numa expulsão no jogo de amanhã. A ver se acontecerá...

segunda-feira, 13 de março de 2017

Pós-Jogo: Tondela 1-4 Sporting


Com o empate a uma bola no jogo da primeira volta ainda na memória, o Sporting entrava no terreno do último classificado guiado por mais uma fantástica Onda Verde.

O onze inicial era já aguardado com várias alterações mas, pessoalmente, Jorge Jesus conseguiu surpreender-me. Tirando a inclusão de Marvin – gostaria de ver uma continuação de Esgaio – a equipa montada, embora jovem, poderia resolver a partida.

Bas Poker

Obviamente que o primeiro destaque seria para o elemento mais importante da partida. Bas Dost marcou quatro golos, sofreu um penálti e serviu ainda Francisco Geraldes no lance do terceiro penálti.

Um verdadeiro matador que tem sido um dos poucos pontos positivos de uma época de uma equipa apagada.

Podence formar mais jogadores assim

A entrega e o trabalho realizado por Daniel Podence desde que regressou a Alvalade tem sido de louvar.

Era previsível a sua entrada no onze após suspensão de Alan Ruiz e, por isso, teria agora a grande oportunidade de ter mais minutos a jogar ao lado de Bas Dost. Ao intervalo, tinha já feito uma assistência, depois de um esforço para evitar que a bola saísse.

Duas partes distintas, desculpem, iguais

Apesar de ser contra o último classificado, o Sporting jogou, finalmente, duas partes com a mesma intensidade.

Apesar do golo sofrido ser uma fotocópia do golo da primeira volta, a reação imediata fez com que o jogo nunca saísse do controlo do Sporting.

Em Geral(des), mais um teste à formação

Rui Patrício, William, Gelson, Matheus, Podence, Palhinha e Francisco Geraldes. Metade dos jogadores utilizados nesta partida foram formados em Alcochete.

Numa altura onde o lugar na tabela classificativa muito provavelmente não irá mudar, o jogo deste fim de semana pode ser visto como um teste de preparação já para a próxima época. A utilização destes jovens jogadores pode levar a que não seja necessário um grande ataque ao mercado de transferências da próxima época e, desta vez, os "miúdos" corresponderam.

Por outro lado, colocou-se o ponto final em certas novelas com a estreia de Francisco Geraldes ao serviço do plantel principal. Era uma questão de tempo.


Foi uma grande noite para o Sporting e para os sportinguistas que já sentiam falta de jogos assim.

segunda-feira, 6 de março de 2017

Pós-Jogo: Sporting 1-1 Vit. Guimarães

Tal como na primeira volta, o Sporting começou o jogo em vantagem mas deixou-se empatar. Curiosamente, a última vez que o Sporting, começando em vantagem, não venceu, foi... em Guimarães.

O onze inicial surpreendeu com a colocação de Esgaio na ala esquerda e Bruno César na zona central do campo. Do lado adversário, Sturgeon foi titular no lugar de Rafael Martins (falhei redondamente aqui, para a próxima não me armo em esperto).

Primeira Parte

Depois de uma fase com uns primeiros 45 minutos oferecidos à equipa adversária, este jogo conseguiu ser o completo oposto.

Uma partida equilibrada graças a alguns espaços dados defensivamente mas com movimentações e triangulações rápidas no último terço do terreno. Existiram oportunidades suficientes para ir para o intervalo com outro resultado, por exemplo, o "chapéu" falhado de Bruno César que poderia ter sido finalizado de outra maneira.

Globalmente, os adeptos leoninos tinham razões para estarem bastante agradados com a primeira parte.

Bas Dost

Não marcou mas deu a marcar. É quarta assistência do holandês, o segundo com mais assistências, depois de Gelson Martins.

Um jogador bastante esforçado, e bastante importante no onze, que voltou a fazer uma boa exibição. Faltou o golo da vitória apenas.

"Já se estava a ver..."

Esta era a frase mais ouvida após o golo de Marega. Talvez seja da família do "pôs-se a jeito", mas a verdade é que a quebra de rendimento na segunda parte permitiu à formação vitoriana criar mais oportunidades.

Podia não ter acabado em golo, como aconteceu recentemente com o Rio Ave, mas acabou.

O número de canhotos

Dúvido muito que alguém, neste jogo, se fosse lembrar disto, mas foi algo que me fez impressão. Lembro-me de um lance em que Bruno César, Alan Ruiz e Bryan Ruiz em que, os três, tiveram oportunidade de chutar... mas era com o pé direito. A bola acabou cortada depois de um cruzamento a meia altura de Bryan Ruiz.

É um ponto inútil este, mas mete-me impressão que não se treine o pé direito de jogadores esquerdinos. Em clube nenhum.

É algo já comum em muitos jogos, mas, a verdade, é que se ficam a perder boas oportunidades de golo, tal como aconteceu neste jogo.

sexta-feira, 3 de março de 2017

Antevisão: Sporting - Vit. Guimarães


Alvalade costuma ser um local simpático para o Sporting frente ao Vitória, mas a proximidade atual pode levar a que seja um jogo mais equilibrado que nos outros anos.

Na primeira volta, o Vitória chegou ao surpreendente empate depois de ter estado a perder por 0-3. Para esta partida, já não contaram com Soares, o autor do golo do empate, e contam ainda com um meio campo renovado, depois da saída de João Pedro, um jogador da formação que, pessoalmente, admirava muito.

8 pontos separam o Sporting, terceiro classificado, do Vitória, quarto classificado. Também 8, mas em golos, é o número que separa Bas Dost (18 golos) de Marega (10 golos), os melhores marcadores de cada equipa.

Escolhas dos Possíveis Onzes Iniciais:

Sporting: Rui Patrício, Schelotto, Paulo Oliveira, Coates, Jefferson, William, Palhinha, Gelson Martins, Bryan, Alan Ruiz e Bas Dost

Vit. Guimarães: Douglas, Bruno Gaspar, Pedro Henrique, Josué, Konan, Zungu, Celis, Hurtado, Hernâni, Marega e Rafael Martins

Não prevejo alterações no onze inicial do Sporting, com a única dúvida a ser a titularidade de Bryan Ruiz. Bruno César, ou mesmo Joel Campbell, poderão ser opção para o lugar.

A equipa do Vitória não deverá mexer, mais uma vez. Aposto ainda nas entradas de Sturgeon e Bernard durante o jogo. Veremos...

Nos últimos três jogos em Alvalade, o historial de resultados entre os dois clubes é de 10-2, com duas goleadas nos últimos dois anos. Domingo é dia de vencer, com ou sem goleada. Está perfeitamente ao nosso alcance, sem querer rebaixar a qualidade do adversário.

quarta-feira, 1 de março de 2017

Que belo fim de semana!


Vitórias em todas as modalidades e escalões fizeram do Sporting 100% vitorioso esta semana. Desde a vitória no último minuto até à conquista de um troféu, o ecletismo do Sporting mostrou estar em boa forma.


Estoril 0-2 Sporting

Decidi juntar este jogo aqui pois não tive possibilidade de ver mais que resumos do jogo. Sem televisão ou rádio na altura do jogo, fui acompanhando por notificações no telemóvel. Um jogo que, pelo que sei, esteve sempre tranquilo, deixava-me sempre impaciente para receber a próxima notificação a dizer que o Sporting havia feito o 2-0.

Não quero estar, portanto, a destacar nenhum jogador ou comentar momentos do jogo, sem ter totais certezas. Como tal fico-me apenas por dizer que estou bastante agradado por mais uma vitória... e sem sofrer golos.


Equipa B

Tenho um amigo da Vila das Aves, completamente fanático pelo Desportivo das Aves e ele costuma dizer: "O Aves vence sempre em casa mas nunca ganha em Alcochete".

Para azar dele, tinha razão. O Sporting B regressou às vitórias ao marcar o 2-1 ao cair do pano. Depois do regresso aos pontos frente ao Gil Vicente, conquistaram finalmente 3 pontos que serão importantes na luta pela manutenção.


Júniores

Bateram o recorde de vitórias consecutivas e, com o resultado de ontem frente à Académica, já vão em 24 jogos.

Liderança isolada com 9 pontos em 3 jogos, venceram o Rio Ave (0-1) e a Académica (4-1).


Juvenis

Diogo Brás brilhou no jogo fazendo um "poker" na vitória por 6-2 frente ao Belenenses.

O Sporting chegue na liderança junto ao Benfica com 9 vitórias e 2 empates em 11 jogos. Trata-se ainda da fase de apuramento para a fase de campeão.


Futebol Feminino

Alvalade batia o recorde de assistência num jogo de Futebol Feminino português ao receber o Sporting - Braga, um jogo que poderia ou pode ser o jogo do título.

Embora com poucas oportunidades ao longo do jogo, o Sporting esteve sempre por cima, com o Braga a procurar segurar o resultado e a liderança do campeonato.

Já no prolongamento, Solange marcou o único golo do jogo:



Futsal

Fim de semana histórico para a modalidade depois da conquista da Taça da Liga, pelo segundo ano consecutivo (em duas edições).

Estas duas vitórias (meia-final e final), trouxeram o troféu número 100 da modalidade para o Museu leonino.

Uma equipa que se vai mostrando como demasiado boa para o universo português e que se mantém na luta europeia. Se não existir nenhum imprevisto, esta Taça da Liga pode ser a primeira de muitas taças, esta época.


Andebol

O Sporting venceu o ADA Maia/ISMAI (40-23) e mantém-se na luta pelo título onde, hoje, defrontará o Benfica. O mesmo Benfica que agora se encontra a 6 pontos do Sporting depois da derrota frente ao ABC. O Porto mantém-se na liderança.


Hóquei de Patins

A luta pelo título mantém-se após vitória por 5-2 frente ao Candelária.

Neste momento, o Sporting encontra-se na quarta posição a 8 pontos da liderança. Na próxima jornada irá defrontar o Riba d'Ave.


Destaque ainda para as vitórias em Ténis de Mesa, o 2º lugar na Volta ao Alentejo em Ciclismo e vitórias em todos os escalões de formação em todas as modalidades. O Sporting é, verdadeiramente, isto.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Utopia tornada realidade


Hoje pus-me a ver uma reportagem antiga, 2009 penso eu, onde o alvo da mesma era a atual lateral esquerda do plantel principal feminino, Joana Marchão.

Tem sido uma das jogadoras em destaque esta época, por isso a sua qualidade nunca esteve em causa. Porém, o que me entusiasmou mais na reportagem não foi ver como jogava tão bem junto a rapazes ou num plantel sénior com apenas 13 anos. Não, foi este simples momento:
A vida dá muitas voltas e, este ano, o Sporting criou equipas de Futebol Feminino, onde Joana Marchão conseguiu arranjar o seu lugar no clube do coração.

Há uns anos seria apenas uma utopia, amanhã será uma utopia ou um sonho realizado quando entrar no estádio de Alvalade para defrontar o Braga, naquele que pode ser o (antecipado) jogo do título.

O Sporting precisa de todos os adeptos no estádio, vamos lá cumprir o que parecia impossível!